sexta-feira, 6 de abril de 2012

Meus primeiros octossílabos







COMO O PRIMEIRO



"Come Prima (Dalida chante)"


Como o primeiro namorado
Ela me beija e leva rosas
E eu beijo as suas mãos cheirosas
Que tanto tenho venerado!




Como o primeiro ela me trata
E escreve versos de marfim
Em que promete amor sem fim
Numa sublime serenata...


Como o primeiro que foi dela
Assim me sinto possuído...
E quando a beijo, peço que ela




Cumpra os seus planos por inteiro
De me tomar como marido.
Como o primeiro... seu primeiro!


Rommel  Werneck

Publicado originalmente no Recanto das Letras
Acesse minha escrivaninha


NOTAS:


1- O poema foi inspirado na música Come Prima (Como Antes) cantada pela cantora egípcia Dalida.  Eu escrevo majoritariamente ao som de música. Escute AQUI.

2- Nunca tinha escrito nessa métrica, acho difícil métricas abaixo de 9 sílabas.


3- O Ivan Eugênio da Cunha fez um belíssimo soneto no mesmo metro. Leia AQUI.



4- Usei temática amorosa, mas como sempre sofremos críticas vanguardistas "o amor é ultrapassado", eis aqui um soneto em que o homem se sente o primeioro de uma mulher propondo uma inversão de papéis, é plenamente possível escrever de outras formas. Estudo de possibilidades, experimentação, é disso que a poesia contemporânea necessita.

Um comentário:

Hilton Valeriano disse...

Belo! e mostras a força de seu domínio sobre as formas fixas...

REVIVALISMO LITERÁRIO


Poesia Retrô é um grupo de revivalismo literário fundado por Rommel Werneck e Gabriel Rübinger em março de 2009. São seus principais objetivos:

* Promoção de Revivalismo;

* O debate sadio sobre os tipos de versos: livres, polimétricos e isométricos, incluindo a propagação destes últimos;

* O estudo de clássicos e de autores da História, Teoria, Crítica e Criação Literária;

* Influenciar escritores e contribuir com material de apoio com informações sobre os assuntos citados acima;

* Catalogar, conhecer, escrever e difundir as várias formas fixas clássicas (soneto, ghazal, rondel, triolé etc) e contemporâneas (indriso, retranca, plêiade, etc.).