terça-feira, 10 de abril de 2012

HANNIBAL LECTER



"Afinal, sua mãe disse, e a minha certamente disse: 
' É importante - ela dizia - experimentar coisas novas.'"
Hannibal Lecter

Tua pele, macia e tão sedosa,
Teus olhos vivos numa cor ardente,
Cabelos loiros! e em meus brancos dentes
Rubros lábios de carne saborosa.

Tuas bochechas mui apetitosas
Com teus salgados seios tão dementes
Teu fígado e teus rins gralham.Contente
Eu como tuas carnes majestosas...

Sou como o verme comedor de mortos,
Uso de meios e caminhos tortos
Para enlaçar-te em meu caminho manco.

Oh não, mulher, eu nunca quis te amar.
Mas sim, teu cérebro quis degustar
Servido com um belo vinho branco


Por: Ronan Lúcio Fernandes
VIII/IV/MMXII
03:36 o'clock

7 comentários:

Febo Vitoriano disse...

Beautiful!

Vc leu "The Lonely Slayer"? Vai nessa linha tb

Renan Tempest disse...

Que soneto maravilhoso!

Unknown disse...

Vc tem muito talento! Muito mesmo! Absolutamente lindo :)

Ronan Fernandes disse...

Obrigado... muito obrigado! ^^

Tiago Furtado disse...

Muito bom o blog. A proposta de vocês é bastante interessante tentando reviver épocas ou reconstruindo-as na poesia, pois isso parece que tenha se perdido com estes anos de loucura caóyica. o problema é que agora sinto até vergonah dos versos que escrevo "livre", sem me´trica sem nada, pô, eu nucan opuvi falar em plêiade cara. Será mesmo que meus versos são de poesia?

Gabriel Rübinger disse...

Tiago,
a poesia é um enfoque da vida. Ela está (ou pode estar) em tudo. Seus versos são poesia, sim, independente de métrica ou não. Julgar com base em parâmetros meramente formais é pobre e até em certa medida preconceituoso. Se você escreve porque ama escrever, ou porque precisa escrever, você escreve - e é isso que importa. E que continue sempre!

Febo Vitoriano disse...

Mas, Tiago, todos os versos possuem métrica...

REVIVALISMO LITERÁRIO


Poesia Retrô é um grupo de revivalismo literário fundado por Rommel Werneck e Gabriel Rübinger em março de 2009. São seus principais objetivos:

* Promoção de Revivalismo;

* O debate sadio sobre os tipos de versos: livres, polimétricos e isométricos, incluindo a propagação destes últimos;

* O estudo de clássicos e de autores da História, Teoria, Crítica e Criação Literária;

* Influenciar escritores e contribuir com material de apoio com informações sobre os assuntos citados acima;

* Catalogar, conhecer, escrever e difundir as várias formas fixas clássicas (soneto, ghazal, rondel, triolé etc) e contemporâneas (indriso, retranca, plêiade, etc.).