domingo, 26 de fevereiro de 2012

Desventura - Que Romântico!


Desventura


Ao meu pai, morto aos meus sete anos.


…...............................................................


Para onde fores pai, para onde fores
Irei também, trilhando as mesmas ruas
[...]
Podre meu pai!
Augusto dos anjos



Por que, meu pai, tão cedo me deixaste
Sozinho, neste mundo tão sombrio?
Um doente, meu pai, tu me tornaste...
Nessa vida que causa-me arrepio.

Não te vi, não vi teu sangue escarlate,
Nem onde te apodrece o corpo frio.
Queria eu! o fôlego aspirar-te...
Morrer por ti! e tu em mim teu filho...

...viver por muitos anos mais. Mas não
Preferiste da vida desprover
De alegria - mi’a mãe e meus irmãos

Queria eu! contigo apodrecer!
De que vale - sem ti - pisar no chão?
Melhor seria o céu! Antes morrer...

Por: Ronan Fernandes
XXII/II/MMXII
04:03 o’clock

10 comentários:

Myrella Coelho disse...

veelho, que profundo ://

Yanaêh V.F. disse...

Expressa o sofrimento do filho. Realmente, profundo :)

Wizard Itu disse...

Parabéns pelo talento que Deus te deu!!! Gostei muito.

Ronan Fernandes disse...

Obrigado! *-*

Filipe Cavalcante disse...

Esse é um filho digno de quem/ foi poeta, sonhou e amou na vida.

Ronan Fernandes disse...

Obrigado! :D

Lia disse...

Muito lindo! Tocou minha alma e chorei litros! Parabéns!

Hyago Kayann disse...

Que liiiiiiiiiindddddddddddddoooo *-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------*

Ronan Fernandes disse...

Obrigado, meus queridos, obrigado!

Tuam disse...

Ronan, olá, Tuam, muito prazer.
Teu trabalho é lindo.
E quem lê Augusto tem o meu total respeito.
Ver se um dia o povo todo aqui se reune pra um texto coletivo.
Saúde e Sucesso!

REVIVALISMO LITERÁRIO


Poesia Retrô é um grupo de revivalismo literário fundado por Rommel Werneck e Gabriel Rübinger em março de 2009. São seus principais objetivos:

* Promoção de Revivalismo;

* O debate sadio sobre os tipos de versos: livres, polimétricos e isométricos, incluindo a propagação destes últimos;

* O estudo de clássicos e de autores da História, Teoria, Crítica e Criação Literária;

* Influenciar escritores e contribuir com material de apoio com informações sobre os assuntos citados acima;

* Catalogar, conhecer, escrever e difundir as várias formas fixas clássicas (soneto, ghazal, rondel, triolé etc) e contemporâneas (indriso, retranca, plêiade, etc.).