quinta-feira, 14 de outubro de 2010

GANGORRA


A vida, meu amor, é uma gangorra...
Por vezes nós estamos lá encima,
Livres da dor, do escuro da masmorra,
De tudo que nos fira ou nos deprima...

Por vezes nós estamos lá embaixo...
Sem ver o sol vibrante, a luz do dia,
É lá ficamos mudos, cabisbaixos...
Escravos d’um amor, sem galhardia!

A vida é mesmo assim, tão inconstante!
E extirpa qual navalha, num instante
Os nossos sonhos sempre tão dourados!

Não importa se a navalha é cortante,
Que extirpe em nós os nossos sonhos, fados...
Que seja a vida sempre assim pulsante!

5 comentários:

L.Rommel Werneck disse...

Vou repetir, eu amo o que a Edir escreve, mas eu amo tb as imagens! Pena que o gif não tá funcionando. Tenta conseguir o HTML

Hilton Valeriano disse...

Ela é uma grande poeta! Estou pensando em entrevistá-la. Caso ela queira...

L.Rommel Werneck disse...

Ah! Seria muito bom!

Edir Pina de Barros disse...

Caro Hilton, sempre grata pela atenção e carinho. Você alimenta o meu desejo de continuar escrevendo... É uma honra ser entrevistada por vc. Abraços, Edir

Hilton Valeriano disse...

Prezada poeta Edir, mande um email para o meu. Assim poderei lhe enviar as perguntas. A honra será toda minha e do Poesia Diversa. hilton.dv@terra.com.br

REVIVALISMO LITERÁRIO


Poesia Retrô é um grupo de revivalismo literário fundado por Rommel Werneck e Gabriel Rübinger em março de 2009. São seus principais objetivos:

* Promoção de Revivalismo;

* O debate sadio sobre os tipos de versos: livres, polimétricos e isométricos, incluindo a propagação destes últimos;

* O estudo de clássicos e de autores da História, Teoria, Crítica e Criação Literária;

* Influenciar escritores e contribuir com material de apoio com informações sobre os assuntos citados acima;

* Catalogar, conhecer, escrever e difundir as várias formas fixas clássicas (soneto, ghazal, rondel, triolé etc) e contemporâneas (indriso, retranca, plêiade, etc.).