segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

QUIMERAS, NADA MAIS...


Não vês? Desfez-se a última quimera!
Nada restou dos sonhos coloridos,
Agora todos mortos, destruídos,
Jazem no chão, depois de tanta espera!


A vida, sempre vil, tudo adultera,
Tornando-nos amargos, sós, feridos...
Seguimos, pela dor, embrutecidos,
E dentro em nós habita a besta fera!


Por que sonhar se os sonhos morrem todos?
Se deles não nos restam nem carcaça
E todos se desfazem qual fumaça?


Amigos ou amores são engodos,
Hão de morrer também nos podres lodos...
Somente a morte amiga nos abraça!

3 comentários:

Hilton Valeriano disse...

Uma obra prima! Sombrio, romântico, impressionista...lembrou Augusto dos Anjos...

Edir Pina de Barros disse...

Hilton, este soneto atendeu a um desafio posto no Fórum do Recanto das Letras: escrever um poema com o "ethos" de Augusto dos Anjos. Bjs, Edir

Lord Rommel Werneck disse...

Estou planejando lançar uma roleta russa diferente no dia 1º. Esse lance de tentar absorver o "ethos" de um escritor pode ser tema da outra Roleta, não essa agora... Que vcs acham?

REVIVALISMO LITERÁRIO


Poesia Retrô é um grupo de revivalismo literário fundado por Rommel Werneck e Gabriel Rübinger em março de 2009. São seus principais objetivos:

* Promoção de Revivalismo;

* O debate sadio sobre os tipos de versos: livres, polimétricos e isométricos, incluindo a propagação destes últimos;

* O estudo de clássicos e de autores da História, Teoria, Crítica e Criação Literária;

* Influenciar escritores e contribuir com material de apoio com informações sobre os assuntos citados acima;

* Catalogar, conhecer, escrever e difundir as várias formas fixas clássicas (soneto, ghazal, rondel, triolé etc) e contemporâneas (indriso, retranca, plêiade, etc.).