segunda-feira, 15 de junho de 2009

Romanesca





Romanesca

Oh!Amado dos mantos em negrumes espectrais!
Dedilho-te em evanescentes filigranas auspiciosas.
Lassidão absorta a tua... Evoco Posseidon nos abissais,
Rogando-lhe tua anátema destas hordas prestigiosas!

Numa abóbada celeste guarnecida de meus fadários
Esquadrinho-te como pulcra figura do bem fantasmal
Não nego amar-te... Pouco de ti apreendo nos hinários
De meu lied conspícuo, entoado a ti no cortejo sepulcral

Nulo ósculo, inexistente amplexo... Somente falácias.
Eternal viuvez de um femíneo íntimo deslumbrado!
Eu: Romântica nas expectativas, dolente nas tuas inércias!
Cavaleiro das plangentes azinhagas, tu és desalmado!

Tombo no vácuo noturno... E o plenilúnio tão denso
Vocifera toda crucificação no feminil cerne sacrificado
Altivo cavalariano, declina do negro corcel e propenso
Oblata amor a esta dama detentora de imo extasiado!


Denise Severgnini

5 comentários:

Katatonic disse...

Brilhante poema quisera eu ter a habilidade de compor sobre tal tema com tanto esmeo, habilidade e lirismo.

Meus Parabéns!

Rommel Werneck disse...

Aplausos! E se substituíssemos o Romanesco por este belo poema? quem concorda?

Donzela Caçadora disse...

Jovem Mestra Denise, mas...!!!!

"Altivo cavalariano, declina do negro corcel e propenso
Oblata amor a esta dama detentora de imo extasiado!"

... Que pões nos lábios desta donzela o ousado talento que todas nós desejaríamos herdar!!
E quando não há o que retocar, chama-se Perfeito!!

Edir Pina de Barros disse...

Belíssimo! Aplausos meus, colega.

Lord Rommel Werneck disse...

Esse poema é antológico! É um dos clássicos do PR

REVIVALISMO LITERÁRIO


Poesia Retrô é um grupo de revivalismo literário fundado por Rommel Werneck e Gabriel Rübinger em março de 2009. São seus principais objetivos:

* Promoção de Revivalismo;

* O debate sadio sobre os tipos de versos: livres, polimétricos e isométricos, incluindo a propagação destes últimos;

* O estudo de clássicos e de autores da História, Teoria, Crítica e Criação Literária;

* Influenciar escritores e contribuir com material de apoio com informações sobre os assuntos citados acima;

* Catalogar, conhecer, escrever e difundir as várias formas fixas clássicas (soneto, ghazal, rondel, triolé etc) e contemporâneas (indriso, retranca, plêiade, etc.).