sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

O Sono do Anjo



Manhã. Flores tremidas, gotejando
O orvalho frágil... O corpo seu jazia
Na cama. E delicada, ela dormia
Co'a luz do Sol no rosto atravessando...

As madeixas castanhas perfumando
O quarto... Estranha e doce calmaria.
A pele de marfim, branca, luzia,
E, bela, o meu olhar iluminando.

Os cílios fimbriando, as mãos pequenas,
E, ao suspirar, ingênuas açucenas
Na campa morna e pura vão surgindo...

Beijo-lhe a testa, suave e sincero.
E vou-me devagar, por que não quero
Que desperte o meu anjo ali dormindo!

Quadro:
Maxfield Parrish (1870-1966)
Sleeping Beauty
Oil on canvas, 1912
Private collection

2 comentários:

Rommel Werneck disse...

Continue assim em 2010 e sempre, um rapaz inteligente, artista e humilde no tratamento para com os outros. Perfect!

Vitor de Silva disse...

Soneto que demonstra um feeling poético avançado. A chave de ouro exemplifica isso, mantém a tensão do verso até o fim e se fecha silogisticamente num porcelanato digno de grandes do Romantismo pós Victor Hugo. O efeito sugestivo dá-nos a impressão de prospectar a cena por meio da a rica construção sensorial, concorrendo para o efeito as pausas abruptas, realimentadas na segurança do ritmo e coesão. Digno de aplausos.

REVIVALISMO LITERÁRIO


Poesia Retrô é um grupo de revivalismo literário fundado por Rommel Werneck e Gabriel Rübinger em março de 2009. São seus principais objetivos:

* Promoção de Revivalismo;

* O debate sadio sobre os tipos de versos: livres, polimétricos e isométricos, incluindo a propagação destes últimos;

* O estudo de clássicos e de autores da História, Teoria, Crítica e Criação Literária;

* Influenciar escritores e contribuir com material de apoio com informações sobre os assuntos citados acima;

* Catalogar, conhecer, escrever e difundir as várias formas fixas clássicas (soneto, ghazal, rondel, triolé etc) e contemporâneas (indriso, retranca, plêiade, etc.).