quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

O Fauno




Desta floresta branda, o sátiro previra
o despertar das ninfas, sussurrando a flauta,
tremem ondas azuis por ter Safo e sua lira
a cantar de prazer, pela noite que é alta.

Borda sons à capela, encantado, delira
o frondoso deleite em que a vista se frauta,
em delícias de sonho a planger a safira
engastada na relva, o palor em que esmalta

a profecia, a caverna e um Eros perdido,
a bailar os seus medos num grito brasido,
convertendo seu pranto em profundo martírio.

Em que cresto por Safo ao temor se tem ido,
e nas matas espanta as belezas do círio,
como espanta do peito o perfume de um lírio.

____________________________

Obra: Faun Whistling to a Blackbird
Oils on Canvas, 1875
Autor: Arnold Böcklin (1827 - 1901)

http://4.bp.blogspot.com/_hEqJsalELVg/SVDrAzN-bDI/AAAAAAAAAFc/oP1DYjTSFBU/s1600-h/Faun_Whistling_to_a_Blackbird.jpg

3 comentários:

Allan Vidigal disse...

Bacana. É um tema recorrente para mim, ainda que num outro estilo. Sempre interessante vê-lo tratado de maneiras diferentes.

Gabriel Rübinger disse...

Belíssimo.

Rommel Werneck disse...

Com certeza, bardos! Vitor é nota 11!

REVIVALISMO LITERÁRIO


Poesia Retrô é um grupo de revivalismo literário fundado por Rommel Werneck e Gabriel Rübinger em março de 2009. São seus principais objetivos:

* Promoção de Revivalismo;

* O debate sadio sobre os tipos de versos: livres, polimétricos e isométricos, incluindo a propagação destes últimos;

* O estudo de clássicos e de autores da História, Teoria, Crítica e Criação Literária;

* Influenciar escritores e contribuir com material de apoio com informações sobre os assuntos citados acima;

* Catalogar, conhecer, escrever e difundir as várias formas fixas clássicas (soneto, ghazal, rondel, triolé etc) e contemporâneas (indriso, retranca, plêiade, etc.).