segunda-feira, 30 de abril de 2012

Nona Sinfonia - Que Romântico!




Nona Sinfonia

O Freunde, nicht diese Töne!
Sondern lasst uns angenehmere anstimmen
und freudenvollere!

Schiller


No concerto eu, tão solitário e quieto,
Sorvendo a nona sinfonia, o encanto
Do Allegro... estou alegre! mas nem tanto...
Ao som dessa obra prima eu me desperto.

Pausa entre movimentos, eu me inquieto,
Mas permaneço ainda no meu canto.
Molto Vivace! Eu vivo... por enquanto...
Até ouvir a obra por completo.

Adagio... muito Adagio, molto lento.
Lentamente me mostra o desalento,
A tão triste alma de Beethoven fria...

De suicídio em suicídio eu me liberto!
Logo se vê no chão um corpo aberto...
Morro ao final da triste Ode à Alegria...


Por: Ronan Fernandes
XXIX/IV/MMXII
04:06 o’clock

2 comentários:

Febo Vitoriano disse...

Ronan, este é seu maior soneto!
Este deve ir para o e-book!

Ronan Fernandes disse...

Fico lisonjeado com o que disse... Muito obrigado...

REVIVALISMO LITERÁRIO


Poesia Retrô é um grupo de revivalismo literário fundado por Rommel Werneck e Gabriel Rübinger em março de 2009. São seus principais objetivos:

* Promoção de Revivalismo;

* O debate sadio sobre os tipos de versos: livres, polimétricos e isométricos, incluindo a propagação destes últimos;

* O estudo de clássicos e de autores da História, Teoria, Crítica e Criação Literária;

* Influenciar escritores e contribuir com material de apoio com informações sobre os assuntos citados acima;

* Catalogar, conhecer, escrever e difundir as várias formas fixas clássicas (soneto, ghazal, rondel, triolé etc) e contemporâneas (indriso, retranca, plêiade, etc.).