terça-feira, 15 de março de 2011

LAMENTO



Por entre os pétreos anjos sepulcrais,
Neste abissal silêncio assombradiço,
Alembro-me de teu perfume e viço,
Tua partida e meus cortantes ais...

Éramos nós somente dous noviços,
Replenos de pudor, candura e paz,
Queríamos viver e nada mais,
Sonhar sonhos doirados, mui castiços...

Aqui estou tão só, nessa tristura,
Regando com meu pranto a sepultura,
O derradeiro leito teu, querido...

Sem ti padeço tanta dor, agrura!
E só Deus sabe o quanto hei sofrido...
Quisera ter contigo anoutecido!

5 comentários:

Anne Lieri disse...

Edir,triste e comovente lamento de não ter vivido esse amor!Um soneto primoroso!Bjs,

Febo Vitoriano disse...

Belo!

Geleiras disse...

Realmente primoroso,
invejo sua maestria.

Geleiras disse...

E a respeito daquele soneto Grafismo Indígena, eis um soneto que eu sempre quiz fazer... Realmente muito bom.

Febo Vitoriano disse...

Grafismo Indígena é algo muito belo!

REVIVALISMO LITERÁRIO


Poesia Retrô é um grupo de revivalismo literário fundado por Rommel Werneck e Gabriel Rübinger em março de 2009. São seus principais objetivos:

* Promoção de Revivalismo;

* O debate sadio sobre os tipos de versos: livres, polimétricos e isométricos, incluindo a propagação destes últimos;

* O estudo de clássicos e de autores da História, Teoria, Crítica e Criação Literária;

* Influenciar escritores e contribuir com material de apoio com informações sobre os assuntos citados acima;

* Catalogar, conhecer, escrever e difundir as várias formas fixas clássicas (soneto, ghazal, rondel, triolé etc) e contemporâneas (indriso, retranca, plêiade, etc.).