sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

SONHAR?



Mas para que sonhar? Manter quimera?
Se tudo acaba! Cai na mesma vala!
Se a vida, torpe e vil, nos avassala,
Se o tempo todo sonho dilacera...

Sonhar? Eu juro que sonhar quisera!
Mas todo sonho morre e assim se cala,
tal qual a rosa que se despetala,
em plena vida, plena primavera!

Se tudo é quimera! Morre o sonho!
Se a morte vive ali, na ante-sala,
À espera desses sonhos, impiedosa!

Não há porque viver esperançosa,
Se a morte faz da vida uma vassala,
E do viver um fado tão bisonho.

Tela: Omar Rayo

3 comentários:

Lord Rommel Werneck disse...

Nossa! Que bela tela! Mais uma vez, o soneto está deslumbrante, mas é que as imagens que a Edir escolhe são muito interessantes, inspiradoras. Bem que poderíamos futuramente lançar uma roleta com suas imagens favoritas!

Hilton Valeriano disse...

Belo soneto!

R.B.Côvo disse...

Para que sonhar? Boa pergunta! Um abraço.

REVIVALISMO LITERÁRIO


Poesia Retrô é um grupo de revivalismo literário fundado por Rommel Werneck e Gabriel Rübinger em março de 2009. São seus principais objetivos:

* Promoção de Revivalismo;

* O debate sadio sobre os tipos de versos: livres, polimétricos e isométricos, incluindo a propagação destes últimos;

* O estudo de clássicos e de autores da História, Teoria, Crítica e Criação Literária;

* Influenciar escritores e contribuir com material de apoio com informações sobre os assuntos citados acima;

* Catalogar, conhecer, escrever e difundir as várias formas fixas clássicas (soneto, ghazal, rondel, triolé etc) e contemporâneas (indriso, retranca, plêiade, etc.).