terça-feira, 23 de março de 2010

Jaz asas, não as tenho mais!... Oh, asas!...

A um doce sonetista gótico, Rommel Werneck.

Jaz asas, não as tenho mais!... Oh, asas!...
Oh asas, sem vós?... Como irei ao céu?...
Céu, quão longínquo ’stou de teu grand’ véu!...
Véu, por que de teu toque tu me atrasas?...

Sinto-me alado quando tu me abraças!...
Abraças-me e de ti torno-me réu?...
Réu?... Mas emancipado a um fogaréu?...
Fogaréu!... Santo fogo, santas brasas!...

De ti nunca senti sinestesia?...
Sinestesia, a mi, me tens tocado!...
Tocado, em sonhos, doce cortesia...

Cantar-te-ia a ti se eu tivesse voz!...
Voz de teu timbre doce e delicado?...
Delicado coral somente a nós...



(Bruno Fagundes Valine)

3 comentários:

Anaphylaxxya disse...

Singelo e sincero amor.

L.Rommel Werneck disse...

Saudade do soneto e do Bruno

Edir Pina de Barros disse...

Quanta leveza e graça!

REVIVALISMO LITERÁRIO


Poesia Retrô é um grupo de revivalismo literário fundado por Rommel Werneck e Gabriel Rübinger em março de 2009. São seus principais objetivos:

* Promoção de Revivalismo;

* O debate sadio sobre os tipos de versos: livres, polimétricos e isométricos, incluindo a propagação destes últimos;

* O estudo de clássicos e de autores da História, Teoria, Crítica e Criação Literária;

* Influenciar escritores e contribuir com material de apoio com informações sobre os assuntos citados acima;

* Catalogar, conhecer, escrever e difundir as várias formas fixas clássicas (soneto, ghazal, rondel, triolé etc) e contemporâneas (indriso, retranca, plêiade, etc.).