domingo, 11 de setembro de 2011

MINHA DESGRAÇA


Minha Desgraça

Meu coração qual pomo saboroso,
De melífluo sabor; puro, inocente;
Tinha um dúlcido cheiro redolente
Dum ameno frescor tão oloroso.

Mas, eis que certo dia, desastroso,
Adentrou-lhe um intruso, avidamente,
Tão esfaimado, tão cruel e horrente!
E assim, lhe foi comendo, impiedoso!

Em um miasma tão pútrido e azedo,
Tornou-se aquele cheiro, terno, ledo,
Contaminando todo o seu olor.

Cobriu-se o pomo todo em podridão,
E devorou-me todo o coração,
Esse verme fatal, chamado amor!

Derek Soares Castro

2 comentários:

Edir Pina de Barros disse...

Derek, eu digo o mesmo! A elaboração de teus sonetos, a riqueza dos clássicos vocábulos, as rimas perfeitas tornam esses teus versos heróicos primorosos. Aplausos, Edir

Filipe Cavalcante disse...

Nossa!

REVIVALISMO LITERÁRIO


Poesia Retrô é um grupo de revivalismo literário fundado por Rommel Werneck e Gabriel Rübinger em março de 2009. São seus principais objetivos:

* Promoção de Revivalismo;

* O debate sadio sobre os tipos de versos: livres, polimétricos e isométricos, incluindo a propagação destes últimos;

* O estudo de clássicos e de autores da História, Teoria, Crítica e Criação Literária;

* Influenciar escritores e contribuir com material de apoio com informações sobre os assuntos citados acima;

* Catalogar, conhecer, escrever e difundir as várias formas fixas clássicas (soneto, ghazal, rondel, triolé etc) e contemporâneas (indriso, retranca, plêiade, etc.).